As empresas que oferecem um bom plano de saúde para os colaboradores contam com um grande aliado para motivar a equipe, pois todos valorizam esse importante benefício. Além disso, o mercado de trabalho enxerga com bons olhos as companhias que prezam pela saúde e bem-estar dos colaboradores, sendo um diferencial estratégico para a atração e retenção de talentos.

Mas, para que o plano de saúde empresarial desempenhe esse importante papel, é essencial que o profissional de RH consiga gerenciar o benefício de forma assertiva. O principal desafio da equipe de recursos humanos é conciliar todas as tarefas do setor com o controle contínuo do uso do plano na empresa.

A seguir, vamos apresentar para o profissional de RH algumas formas de gerenciar o plano de saúde da empresa, evitando problemas que possam comprometer a continuidade do benefício. Confira!

 

De olho na sinistralidade

Um dos principais problemas que podem atingir uma empresa que não realiza o controle do plano de saúde é a alta sinistralidade, que pode ser considerada um índice ou o resultado do contrato, sendo negativa ou positiva. Você pode ter resultados negativos quando, por exemplo, o plano é utilizado com alta frequência ou de forma incorreta. Caso o benefício ultrapasse a margem estipulada em contrato, poderá ser aplicado um reajuste na renovação do plano de saúde empresarial.

Geralmente, o profissional de RH é quem precisa ficar atento ao controle do uso do plano, mas, como vimos, essa tarefa não é tão simples, ainda mais quando a empresa conta com muitos colaboradores.

Há estratégias que ajudam a minimizar o problema da sinistralidade, como programas de promoção da saúde no ambiente de trabalho e também a utilização da modalidade de coparticipação, na qual os colaboradores pagam uma taxa simbólica para cada procedimento médico realizado.

Mas, para realizar um controle realmente assertivo, é importante contar com ferramentas que auxiliem o profissional de RH no dia a dia, como iremos mostrar no tópico a seguir.

 

plano de saúde empresarial

 

Operadora do plano de saúde pode atuar como parceira do profissional de RH

Vimos que gerenciar o uso do plano de saúde na empresa exige um olhar estratégico do profissional de RH e, para otimizar esse importante trabalho, boas operadoras de saúde oferecem para os seus clientes ferramentas que ajudam na gestão de saúde. Na Care Plus, por exemplo, oferecemos serviços, como:

  • Acesso a estatísticas online do plano de saúde com relatórios gerenciais eletrônicos, atualizados mensalmente com os resultados de utilização da empresa;
  • Acompanhamento em tempo real das solicitações dos colaboradores;
  • Ferramenta online para geração de fatura mensal de prêmio, de coparticipação e boleto.

Com esses recursos, o controle realizado pelo profissional de RH pode ser feito diariamente, evitando que a empresa tenha prejuízos que possam comprometer a sequência do benefício.

 

Quer ver mais dicas? Continue sua visita pelo blog da Care Plus.