Ainda é muito comum que as empresas sofram com um sério problema: a elevada rotatividade dos colaboradores. Eles passam um período trabalhando e depois pedem para sair.

As razões para essa saída variam: insatisfação com o trabalho, inadequação ao perfil da empresa, descontentamento com o salário, desejo de receber algum dinheiro extra a partir da demissão, problemas pessoais, e assim por diante.

Essa rotatividade, ou turnover, não é boa para a empresa, que acaba tendo custos mais altos e pode perder muitos bons talentos.

Descubra como um plano de saúde empresarial de qualidade pode reduzir o turnover de uma empresa!

 

O que é plano de saúde empresarial?

O plano de saúde empresarial é uma espécie de plano coletivo por meio do qual a empresa contratante oferece benefícios médicos e/ou odontológicos aos seus colaboradores devido ao vínculo empregatício que mantém com eles — vínculo representado pela Carteira de Trabalho assinada.

A empresa escolhe uma operadora que trabalhe com esse tipo de plano para contratar os serviços de assistência à saúde. Dependendo da operadora, os serviços e condições podem variar.

No plano de saúde da empresa não é somente o colaborador que se beneficia: podem ser beneficiários também os familiares até o terceiro grau de parentesco (de sangue), o cônjuge, ou familiares até o segundo grau de parentesco (de relação).

 

O plano de saúde pode ser amplo

Um plano de saúde empresarial pode ser muito amplo e cobrir consultas, exames, internações, cirurgias, tratamentos avançados, como quimioterapia e hemodiálise, e até alguns medicamentos.

Essa é uma vantagem indiscutível para o colaborador, principalmente se ele tem família, como esposa/marido, filhos e pais idosos com problemas de saúde.

A saúde é uma das maiores preocupações de qualquer pessoa sensata. Juntamente com a educação e a segurança, a saúde é uma das prioridades em qualquer país.

 

plano de saúde empresarial

 

A situação da saúde no Brasil

Imagine ter que precisar do SUS (Sistema Único de Saúde) para realizar uma cirurgia ou fazer um tratamento urgente? Na verdade, existem bons profissionais atuando no serviço público de saúde, mas, de modo geral, a infraestrutura é precária. Quem depende do serviço público está sujeito a muitos contratempos.

Imagine ter que pagar muito caro para realizar uma cirurgia (para não ter que esperar pela saúde pública). Será que todas as pessoas conseguem realmente arcar com custos altos de diferentes exames, remédios, internações e procedimentos cirúrgicos?

A verdade é que não: a saúde custa caro no país.

E se a pessoa procurar arcar com planos individuais ou familiares, os custos também serão altos. Nem todos conseguem assumir esse compromisso por muito tempo.

 

O plano de saúde empresarial facilita a vida do colaborador

Eis o porquê de um plano de saúde empresarial apropriado poder efetivamente ajudar a reter um colaborador em uma determinada empresa. Um plano com boa cobertura é uma “dádiva dos céus” para qualquer colaborador consciente, que ame a si mesmo e sua família.

Certamente, ele pensará duas ou mais vezes antes de abandonar seu emprego com carteira assinada e esses privilégios para aventurar-se na busca de outro emprego. A não ser que ele realmente já tenha encontrado outro emprego com as mesmas condições (ou condições melhores), sua tendência é manter-se onde está.

Pode acontecer, por exemplo, de ele ter passado em um concurso público federal e, então, ter que deixar seu atual emprego. Essa pode ser uma razão justificável.

Ainda que o plano de saúde empresarial seja de coparticipação, as vantagens para o colaborador continuam.

Além disso, pode reduzir o turnover porque a saúde é uma prioridade para todos, porque no Brasil o sistema de saúde ainda é defasado e porque esse plano serve não somente para o colaborador, mas para outros membros de sua família.

 

Quer ver mais dicas? Continue sua visita pelo blog da Care Plus.